sexta-feira, 27 de outubro de 2006



"Tenho amor a isto, talvez porque não tenha mais nada que amar - ou talvez, também porque nada valha o amor de uma alma, e, se temos por sentimento que o dar, tanto vale dá-lo ao pequeno aspecto do meu tinteiro como à grande indiferença das estrelas."
Fernando Pessoa

quinta-feira, 12 de outubro de 2006

"Mornings dissipate in somnolence."



"Summer grows old, cold-blooded mother.
The insects are scant, skinny.
In these palustral homes we only
Croak and wither. "
as folhas castanhas começam a estalar na planta dos pés
já tinha saudades de Outono

sexta-feira, 6 de outubro de 2006

(5 de outubro)

a minha avó chama-se Ermelinda.
e r m e l i n d a.
fez hoje 81 anos e tem um olho de cada cor. um verde outro castanho.
sempre gostei disso. observo cada um enquanto fala, enquanto ri. intercalo em segredo. o castanho. o verde. o castanho. o verde.
contrariou os pais indo para enfermagem. contrariou os pais casando com o meu avô. como consequência não os teve no casamento. "mas de quem eu gostava era do teu avô"
gosto de a ouvir
é gira, a ermelinda. sai-se com coisas inesperadas.
hoje iamos jantar fora, celebrar.

- lá na minha terra chamam vaginas aos feijões verdes.
- oh mãe, só pode estar a fazer confusão...
- qual quê! é vaginas pois!

ermelinda :)

quinta-feira, 5 de outubro de 2006

Picture yourself in a boat on a river,
With tangerine trees and marmalade skies





Picture yourself on a train in a station,
With plasticine porters with looking glass ties,
Suddenly someone is there at the turnstile,
The girl with kaleidoscope eyes.

domingo, 1 de outubro de 2006


maya kulenovic

cravados no corpo os contornos de um dia impossível
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!