sexta-feira, 29 de julho de 2005

...ténis sem meias...

por muito que tente (e olhem que tento) não consigo compreender a lógica.

domingo, 17 de julho de 2005

há qualquer coisa de Outono que não sai do pensamento, qualquer coisa de suspiro, de desassossego, de te ver chegar com aquele sorriso.
aquele sorriso.
o carinho, a ternura que já não se vê nos olhares da rua,
uma falta, vertigem de meiguice , espiral de desejos,
sentir o coração tão imenso prestes a derramar do peito. Não querer morrer, mas mais importante não querer que morras. Inventar-te feliz ainda que longe, sem os olhares extintos e vidas dissolvidas (mesmo antes de começarem).
andar aos círculos para voltar ao mesmo abraço, e querer, querer. qualquer coisa de folhas de Outono,
percebes?

quinta-feira, 14 de julho de 2005

comichão no nariz, exame na segunda feira, comichão no nariz, tosta de queijo, comichão no nariz, ele não gosta de mim, comichão no nariz, vinho tinto do douro, comichão no nariz, sinto-me sozinha.

Muito sozinha.

segunda-feira, 4 de julho de 2005

... agora é aninhar na cama e enfrascar em sono ...

sábado, 2 de julho de 2005

Ontem vi uma senhora pequenina a rezar o terço na paragem de autocarro, vi cortinas cor de rosa numa janela e pensei “que estranho, cortinas cor de rosa”, vi um homem em cima da mota com um daqueles capacetes de equitação e tive que rir.

a ouvir cherry ball blues de skip james,
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!